Exclusividade 100% Azeite de Babaçu

O babaçu é um dos representantes mais importantes das palmeiras brasileiras, o estado do Maranhão é responsável por 90% da safra de babaçu do Brasil. É uma árvore grande, que pode chegar a até 20 metros de altura e muito resistente, podendo até suportar queimadas e ataques de predadores. O babaçu rebrota vigorosamente em enorme quantidade depois que a mata é queimada e desmatada para fins agrícolas.

Cada palmeira pode apresentar até seis cachos, e são neles que ocorre a frutificação. Os frutos surgem de agosto a janeiro e apresentam uma forma oval alongada, de coloração castanha. Dentro de cada fruto podem ser encontradas de três a cinco amêndoas. Essas são o produto extraído do fruto do babaçu que possui maior valor mercantil. É praticamente o único sustento da região do Maranhão, na qual a extração das amêndoas envolve o trabalho de muitas famílias.

Essas amêndoas são extraídas manualmente por mulheres que são chamadas de “quebradeiras”, em um sistema caseiro e simples. É a partir das amêndoas que o óleo de babaçu é obtido. Já as cascas do fruto também são aproveitadas na fabricação de cestas, peneiras, janelas e na cobertura das casas na região.

Óleos de babaçu

Dois tipos de óleos podem ser obtidos: um para fins comestíveis e outro para fins industriais. A extração pode ser feita por prensagem ou por solventes, sendo a primeira mais utilizada quando o óleo for para fins terapêuticos; e a segunda para obter maior rendimento. O óleo de coco babaçu possui em sua composição grande quantidade de ácido graxo, ácido láurico (que está presente em 50% do óleo) e os ácidos oleico, mirístico e caprílico, que proporcionam propriedades benéficas.

Aplicações

O óleo de coco babaçu é semelhante ao óleo de palma - ambos são considerados óleos láuricos. Por isso, trata-se de um óleo muito estável a altas temperaturas, podendo ser utilizado no cozimento e fritura de alimentos (muito comum na fabricação de margarina). Ele possui um leve gosto amendoado.

Apresenta propriedades analgésica, antiviral e ajuda o sistema imunológico. Um estudo realizado pela Fundação Filipina para Pesquisa e Desenvolvimento do Coco concluiu que a adição de óleo de coco na alimentação de pacientes portadores do vírus HIV pode trazer como benefício a diminuição do nível da carga viral em indivíduos soropositivos.

De todos os óleos vegetais de uso industrial, o óleo de coco babaçu é o que tem o mais alto índice de saponificação - quanto mais alto esse índice, mais apropriado o óleo para fabricação de sabão, e apresenta também baixo valor de iodo e refração, qualificando-o para o preparo de pomadas cremosas. Dessa forma, o óleo de coco babaçu tem ampla aplicação na cosmética.

Por ser emoliente pode ser aplicado diretamente na pele, puro ou misturado com outros óleos vegetais tornando o óleo um excelente anti-inflamatório auxiliando no tratamento de acnes e sendo muito mais potente que produtos industrializados. Além disso, o óleo de babaçu não é gorduroso, por isso é indicado para todos os tipos de pele. Como é leve em peso, é absorvido pela pele mais rapidamente, tornando-a suave e macia. Ele hidrata a pele e a mantém hidratada.

O óleo de babaçu é uma alternativa natural livre de qualquer química que possa ser nociva à saúde e à pele humana, ele não causa descamação. Portanto, é uma ótima opção natural para pele.